... Edição Digital Abril

Webinar Standvirtual Dinâmica de mercado a descer Texto: Standvirtual

O Standvirtual realizou um webinar para apresentar o barómetro do mercado automóvel.

O evento online contou com o contributo de Miguel Ortigão (Logistics Manager da AutoSueco) e Rui Ferreira (diretor-geral da CarPlus), além de Maria Neffe (Departamento Estatístico da ACAP), Daniel Rocha (diretor de Estudos e Planeamento do Standvirtual), Nuno Castel- -Branco (diretor-geral do Standvirtual) e Pedro Soares (diretor comercial do Standvirtual). O webinar teve como principal objetivo divulgar os números mais dinâmicos verificados em março de 2023 e analisar temas de mercado.

Miguel Ortigão, Logistics Manager da AutoSueco, refere que “o impacto do modelo de agenciamento pode considerar- se uma forma indireta de obrigar os pequenos operadores ou operadores independentes a recorrem a outros canais como a importação. O mercado está a mudar e existem cada vez mais ferramentas para a compra de carros, especialmente a particulares. Nós temos apostado em conhecer muito bem os nossos clientes e desenvolver propostas que visam encurtar o ciclo de troca, criando assim oportunidades nos novos e usados. Não consideramos que os preços estão efetivamente a baixar, é necessário ter um pouco mais de paciência, especialmente em alguns modelos disponíveis”.

Entre as principais conclusões, constatou-se que março é o terceiro mês consecutivo do ano com dinâmica de mercado negativa (-15%), comparativamente com o período homólogo de 2022, apresentando assim o valor mais baixo de 2023 até ao momento, que voltou a piorar, depois de janeiro e fevereiro demonstrarem recuperação face aos meses anteriores. A dinâmica de mercado é negativa, face a janeiro de 2022, principalmente nos carros entre 15 a 30 mil euros, apesar da procura e da oferta terem aumentado. A dinâmica é positiva (+7%) nos carros abaixo de 15 mil euros, mas sobretudo porque não há oferta disponível no mercado.

Revelou-se também que transferência de propriedade de ligeiros de passageiros teve um decréscimo de 3% em fevereiro de 2023, face ao mês homólogo de 2022. Regista ainda um decréscimo de 12% em comparação com fevereiro de 2019.

No que diz respeito aos veículos importados (ligeiros de passageiros), há um crescimento de 76% em março, face ao mesmo mês de 2019, e de 32% face a 2022, que se relaciona com a falta de stock nacional.

Sabe-se que preço médio praticado pelos vendedores profissionais, que vinha a subir progressivamente desde agosto de 2021, mantém-se estabilizado desde novembro do ano passado até março de 2023, quando apresenta uma ligeira descida para 23 400€. Esta evolução representa, ainda assim, um aumento de cerca de +9% do preço face a fevereiro de 2022, quando o valor médio se fixava em 21 500€.

Nos modelos mais representativos no Standvirtual, com 50 mil quilómetros e a diesel, mantém-se a estabilização dos preços já verificada nos meses anteriores, nomeadamente o Renault Megane Sport Tourer (23 000€), bem como o Renault Clio (18 500€). O Nissan Qashqai (24 900€) e o Mercedes-Benz A180 (31 800€) revelam um ligeiro decréscimo dos preços, em relação ao mês de fevereiro.

De acordo com os dados fornecidos pela BCA, os preços aumentam ligeiramente no comércio em relação ao mês de fevereiro. No entanto, no retalho os preços descem ligeiramente em março, face ao mês anterior.

Segundo dados da ACAP, em março verifica-se um aumento de +51,2% no total do mercado automóvel face ao mesmo mês de 2022, mas ainda abaixo do pré-pandemia. No acumulado do ano 2023, há um crescimento de 41,9%. As energias alternativas (veículos eletrificados e híbridos GPL) representaram cerca de 47% do mercado total de ligeiros em março de 2023.


Partilhe:                    


Retroceder